Tudo do que eu sei sobre a Coca-Cola


fretex
Fretex – loja de usados

Ontem eu estive no Fretex de Mariero. Ano passado aniquilaram essa loja do meu bairro que há muito estava desorganizada e suja. Eu sempre fui frequente desde que me mudei para esse país. Encontro de tudo que eu almejo, tenho uma coleção incrível de cristais e livros, graças aos que por um momento de suas vidas tem que passar por Stavanger por causa do trabalho na indústria de petróleo, mas não veem a hora de sair daqui. Assim deixam seus livros e cristais lá, pra não levar peso de volta.

chaplin
A autobiografia de Chaplin

Dessa vez, encontrei a biografia do Chaplin, uma edição anterior a que eu tinha no Rio. Essa do início dos anos 80 era menos volumosa, no livro informava que era de acordo com a de 1967, o ano que foi lançado essa biografia pela primeira vez. Nunca consegui lê-lo todo, eu acho que eu era muito nova pra me interessar pela vida dramática com as mulheres e inimigos do Chaplin maduro, porém reli sua trajetória até Hollywood. Charlie dos 10 aos 23 anos – marromeno – um garoto observante e durão.

robert dawney
Robert interpretanto Charlie

Robert Downey Junior interpretou o Chaplin em 1992. Esse filme foi detonado pela critica mundo a fora, acredito também que não obteve sucesso comercial. Um filme tosco & caro que iria apenas mostrar justamente a parte chata do livro, os bastidores de um cara rico e excêntrico. A BBC havia filmado em 1990, no mesmo ano que eu li a primeira vez esse livro, a vida cockney desse artista genial. Filmaram porque quando relançaram em 1989 “A vida de Chaplin” mais bojudinha, foi um tremendo sucesso literário no mundo todo. A Geraldine, disse uma vez, que seu pai e o irmão dele nunca deixaram de serem cockney. Pra quem não sabe o que é cockney, é a gíria usada em Londres e uma boa tradução também seria: “favelado londrino”.

Groucho-Marx
Groucho Marx

Não me lembro mesmo de ver qualquer menção nesse livro sobre os irmãos Marx. Já no livro do Groucho que eu li em 2007, lançado 1959, lá pelas tantas o Marx fala do Chaplin em 3 secas linhas e só. Sim, eles haviam se encontrado muitas vezes, tinham a mesma idade, estavam no mesmo business. Nos anos 20 quando eles, artistas e outros industriais, estavam brincando com a economia e acumulavam riquezas, nessa era áurea os irmãos Marx foram numa festa na casa do Chaplin aonde TUDO era de ouro e chegava a doer os olhos. Daí o Marx se lembra que um pouco mais de 10 anos antes, anterior a essa festa, o Chaplin dividia um canto no mesmo hotel que os irmãos Marx estavam. Numa cidade no meio do cinturão do milho ou do trigo aonde o hotel era uma espelunca que uma tia botava uns quartos para “neguinho apagar”. Ator & criminoso era o mesmo pra essa gente. “Charlie foi brincar com um cachorro e ficou horas ali com o bicho.” O Groucho apontava para o leitor a falta de sociabilidade do Chaplin na vida real.

Com o surgimento do cinema a Coca-Cola fez a festa. Pode contar, nada desse consumo de hoje não seria igual se não houvesse esses caras aí, sem Chaplin não haveria Lennon, sem Groucho não haveria Woody Allen, sem pipoca não haveria Coca-Cola.

Antes do cara que trabalha na mina de carvão, da professora da escola, do vendedor do armarinho, da secretaria da concessionária de automóveis irem todos no sábado assistir um filme e disfrutar do lanchinho da noite com pipoca e coca, esses artistas da sétima arte já haviam provado dessa bebida. Produto novo chega por último a classe média, e só chega através de comercial e campanha publicitária. Novo-novo a classe média condena e tem medo.

A Coca-Cola é do sul dos Estados Unidos, mas precisamente de Atlanta ao qual eu me refiro como “uma Salvador da América do Norte”. Uma cidade antiga, palco da guerra de sucessão e até o que sei é a maior cidade dos EUA aonde os negros são maioria. Martin Luther king também era de lá.

farmarcist
O farmaceutico e idealizaor da bebida

A história dessa marca foi ocultada pela empresa porque não é bom mesmo lavar roupa suja na frente dos outros, ou para quem se interessar possa o “Princípio da salsicha”: se você gosta muito de uma coisa, você não necessariamente precisa saber o que tem dentro.

O nome, que é muito sugestivo, já dá aquela suspeita do que a Coca-Cola tinha nas suas primeiras fórmulas. O idealizador era um farmacêutico, ele havia estudado medicina na América mesmo e era maçom – alguns familiares, como o próprio irmão dele estavam dentro da política.

Cocaine_for_kids
Cocaine encontrada em farmácias

Muita gente branca antes da Primeira Guerra Mundial morreu viciada em heroína, os negros não tinham acesso a inibidores de dor, que a indústria norte-americana já estava de olho-grande. Para os EUA era muito importante criar analgésicos potentes não alcoólicos pra serem mais atraentes na hora de alistar jovens combatentes para guerras e, outro fator tao importante quanto, era um parto mais fácil.

John Pembertom estava com a mão na massa e as vezes com as veias também. Conjecture comigo. O cara sabe que o que dá onda são geralmente os psicotrópicos, ele investigou muita coisa bibliograficamente, observando que todas as grandes ervas eram achadas no Brasil. Nisso estabeleceu uma similaridade entre a cultura, história e povo do seu país com o nosso. Analisou em laboratório como farmacêutico daquela época, mas visualizo-o como um nutricionista atual. Acho que a idéia inicial mesmo era fazer um xarope de coca, já que se mascava a folha pelos povos dessa região amazônica. É posto que Pembertom iniciou fazendo vinho da fruta da coca. Eu não posso afirmar nada, mas de fato era comum no século XIX fazer vinho de tudo. O que se sabe é que ele gastou todo o seu dinheiro em 4 anos e depois morreu. Uns alegam que foi o vicio com as drogas e outros no aperfeiçoamento da fórmula. Só que a coca não é inibidor de dor coisíssima nenhuma, ela é um revigorante.

Ele provavelmente encomendava de tudo, inclusive o chá-mate – que também tem cafeína -. Só que não precisa ir longe, eu não sei se a folha ou o fruto da coca tem algum sabor, mas basicamente o gosto da Coca-Cola é limão & baunilha e uma pitada de café :D. E uma das populares bebidas entre as mulheres sulistas é a limonada.

coca-cola-ad-1886
xarope de coca & colas

Seu filho continuou seu trabalho e montou uma firma, sendo aconselhado a ministrar o xarope para o mercado feminino. Ele também morreu em decorrência do vício de drogas. Isso tudo antes da virada do século. Nesse ponto percebo a omissão  historica e logo a mentirinha no surgimento da Coca-Cola. É dito que em laboratório, por azar ou sorte, no acaso, caiu água com bolinhas e se deu a bebida. Não foi nada assim, né?

cocaine_coca_wine
coca wine

Ora bolas, aonde seria o primeiro lugar que a oferta e procura do xarope melhor iriam se estabelecer? Nas casas burlescas. A cafeína e outras inas encontradas na bebida ajudavam muito as mocas a vararem noite a dentro, já o vinho deixavam elas morgadaças.

CokeFormula1
Uma garrafa típica do sul do EUA no século XIX

Toda as casas de boticas eram acompanhadas da lojinhas, aonde as pessoas iram lá pegar seus preparados. Ou seja, até os remédios eram mais frescos nessa época. Mas sendo ele e o seu filho ambos viciados, deveriam mesmo está perdendo clientes e apostavam num único e exclusivo xarope que de fato lhe dessem menos trabalho e um salário maior. Vendendo ou dando nas casas de má reputação, o farmacêutico iria observar como seu produto era aceito e ao mesmo tempo fazer um merchandising deste. Lá sim fora adicionada águas de diversos tipos. A importância da água gaseificada, purificada, geralmente acondicionadas em garrafas das mais belas de cristais, eram postas junto as bebidas alcoólicas mais caras. Se houvesse estação de tratamento em 1890 essas seriam demais rudimentares. Essa mistura do xarope com uma água tônica que foi o grande passo dessa bebida. O composto xarope pronto pra beber só começou a ser comercializada mais de 20 anos depois da morte do seu idealizador. Vendiam a bebida em diversas formatos de garrafa, garrafas que antes contiveram cerveja ou leite. A Tabasco também por muito tempo usou frascos de perfume usados pra por o seu produto.

cacao-cocoa-fruit-1
Cacao no pé

A garrafa tão marcante só foi criada quando Industria da Coca-cola se torna uma corporação no século XX. Essa garrafa que parece uma mulher com espartilho era pra ser baseada na substancia que dá origem ao nome. Acho que não rolou o designe dessa maneira. Reparem nas curvas do cacau, que num livro ilustrado sobre os frutos brasileiros deveria estar numa página vizinha da coca. A assinatura veio antes, também dentro da moda da Belle époque.

Quase sem anos depois, nos anos 90 a Coca-Cola lançou o modelo transparente da bebida. Estou até agora sem entender porque eu nunca conseguir ter acesso. O músico Beck saiu em um monte de capas de revista de música no verão de 1998 do hemisfério norte bebendo uma Coca transparente. O Chiquinho Scarpa comprou toda a primeira (e provavelmente a única remessa) desse tipo de Coca-Cola quando em São Paulo para ser o teor exclusivo das suas festas-privê.

woody allen
Woody Allen em “Love & Death”

Numa discussão de lanche na EBA, sobre esse assunto, o Daniel explica que o que da cor a bebida é a cor caramelo tal e a substancia mais importante para o sabor é a baunilha, sendo a Corporação Coca-Cola dona de toda a produção de baunilha no mundo. Com muito orgulho ele acrescentou sobre o tio lá dele que tem um pequenino orquidário, aonde se encontra a baunilha de verdade, e que já tinha sido rondado pela Coca-Cola. O cara preserva o seu espaço na Serra das Araras contra essa maldita Ianque. Eu cá com os meu botões não pude deixar de associar a um personagem do filme “Love & Death” do Woody Allen: “o meu pai tem um pequeno pedaço de terra que não vende à ninguém” – o pedaço de terra era do tamanho de um pote.

Anúncios

Publicado por: This Leksus

Naturalmente carioca da gema. Levantei a bandeira da união dos estudantes em 1990. Depois que vi que a bandeira era tipo lilás, caí fora, mas mantive contatos do setor cultural aonde fui a curadora por 2 anos seguidos no periódico e da rádio interna. Essa mídia chegava à 2000 estudantes em 1992. Participei de cursos de pintura abstrata com Mollica (1947-2013) e desenho Modelo Vivo com Giancarlo Bonfanti na Escola de Artes Visuais do Parque Laje de 1987-1992 e em outros institutos de arte. Estudei na USU, UERJ & UFRJ, arquitetura e urbanismo, Educação artística & Figurino respectivamente. Meu primeiro projeto foi a fonte do Banco do Brasil com seu logotipo, nas dependências da Agencia I do Banco no Rio de Janeiro. Em 1995, cursei por um breve período a Escola Politécnica de Lisboa, aonde desenvolvi uma tese sobre o Manuelino. Muitas descobertas, e não parei de fazer cursos extras em outras grandes universidades cariocas. Senai Cetiqt, Universidade Candido Mendes, UIS (Noruega). Trabalhei com Alexandre Hercovich para Semana da Moda no Rio em 1997. Nos anos seguintes criei o cenário e costumes para a peça Frida Kahlo no Teatro do Museu do Catete. Nessa época comecei a trabalhar como Dj e me destaquei na área até 2010, quando decidi encerrar essa atividade e me dedicar a gravura & tradução. A partir de 2005, anualmente, faço instalações e exibições de pinturas, desenhos, edições de livros, mosaicos e gravuras. Em 2010 comecei a me infiltrar na área de tradução e interpretação, também como uma ação social. O que faz voltar intensamente para escrita e leitura, e me dispersar pra outras línguas, como dinamarquês, francês, italiano & espanhol.

Categorias arte pop, cinema, cronica, memóriasTags, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , 7 Comentários

7 comentários sobre “Tudo do que eu sei sobre a Coca-Cola”

  1. Esse lance do cacao, realmente nunca vi nenhum designer dar esse bizú. Eu ouvi num documentário que quando eles alistaram designers para conceberem a garrafa padrao da marca, os caras foram pesquizar baseado na planta que dá o nome da marca. Acho que encontraram outra bem mais legal, as duas sao com “c”. Até entao nenhuma firma relacionada a chocolate estava usando esse designe e o pior nao iriam nunca mais usar.

    Curtir

  2. sem perspectivas, detesto coca-cola, sei do mal que faz, só me interesso por algum tipo de estatística, porque através dela mensuro como a década atual está em consumo de alimentos saudáveis ou danosos.
    A coca é uma realidade muito ruim que não encontra a mínima resistência em lugar algum e, pessoas como eu são consideradas esquisitas por não tomar refrigerante. E mais, o açúcar refinado (e a coca-cola está cheia dele) é um dos maiores venenos da nossa atual nutrição, no entanto as pessoas devoram doces largamente.

    Curtido por 1 pessoa

  3. Oi, tia!
    Beleza.

    Eu sei de que galera vc está falando que são escravos contentes do acucar/refrigerantes, acho que provocá-los faz parte da pauta do dia. Mas tia, receio dizer que já joguei tantos para escanteio, que só quando frequento salões de beleza no Brasil que vejo a coitada manicure que foi mae com 16 anos estranhar eu beber cafe sem acucar, o resto do mundo não.

    Curtir

Qual seria a sua perspectiva sobre esse assunto?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s