Os seus tecidos irão me surpreender


Na Noruega, eles criaram um serviço para ajudar as mães a lidar com seus bebês recém-nascidos. Coisas que não aprendemos na escola. Passo a passo, o sistema norueguês cobre todas as dificuldades e dúvidas. As enfermeiras ensinam os novos pais a sobreviverem e colocar as crianças longe de riscos, o convite se extende a todos independente de cor, social status, crença. Mas eu nunca vi um similar nórdico do famoso livro de Rinaldo de Lamare na Escandinávia.

Rinaldo de Lamare (1910, Santos, São Paulo – 2002  Rio de Janeiro) foi um médico brasileiro especializado em pediatria e um escritor best-seller de livros sobre saúde da criança e cuidados para o público em geral. Era de origem dinamarquesa/Norueguesa, filho de Victor de Lamare, um engenheiro. Rinaldo foi morar no Rio de Janeiro, quando tinha apenas 16 anos de idade a fim de preparar-se para estudar medicina na Universidade Federal de Rio de Janeiro. Seu livro mais conhecido, “A Vida do Bebê” Já vendeu mais de 6,5 milhões de volumes em 41 edições (…) é considerada a melhor referência para os pais brasileiros. Foi publicado pela primeira vez em 1941, é para o Brasil o que o Dr. Benjamin Spock (1903-1998) “The  Comum sense of Baby and Child Care” (publicado 1943) foi para a os EUA. – Fonte da Wiki.

Tudo que está incluso em tais livros estão pode ser obtida direto das bocas das enfermeiras em qualquer estação de saúde de bairro na Noruega. Você na verdade é obrigado visitá-los para controle e rever suas práticas corretamente se for ser mãe.

Às vezes, as enfermeiras noruegueses não dizem tudo até os pais apresentarem uma requisicao de tema. Mas por que fazem assim? Para não exagerar, ser chato, pegar no pé, etc .. Na literatura se encontram dessa maneira em livros por aí: “se você é um pai mais atencioso eu recomendaria…” Uma dessas observações com um lay-out mais artístico no canto da folha eram sobre vestimentas, o que o bebê deve e não deve vestir.

No Brasil-analfabeto e semi-analfabeto o Dr. De Lamare é inexistente. Essa mesma classe que está longe de possuir um livro desses ou mesmo ter acesso esse tipo de literatura, tem acesso agora à roupas feitas com critérios que minimizam dores de cabeça para o bolso do industrial e aumentam os problemas de um planeta sem sustentabilidade. Nessa pequena lapela preta das roupas que voce veste tem muito mais a dizer sobre o rosto do seu bebê do que voce pensa. Ou o seu próprio cheiro também.

marc-jacobs-SEDA, ALGODAO & Lã são produtos naturais e estão com a humanidade desde sempre.

Voce há de concordar que é muito feio ver um bebe esfregando o rosto no casaquinho imitação de lã e a camisa também imitação de crepe, ambas sendo na realidade 100% acrílico. Isso é a realidade de muitas crianças com dermatite utópica pelo atrito constante das bactérias presas nas tramas de tecido sintético que as mães não lêem e compram gato por lebre.

 

Anúncios

Publicado por: This Leksus

Naturalmente carioca da gema. Levantei a bandeira da união dos estudantes em 1990. Depois que vi que a bandeira era tipo lilás, caí fora, mas mantive contatos do setor cultural aonde fui a curadora por 2 anos seguidos no periódico e da rádio interna. Essa mídia chegava à 2000 estudantes em 1992. Participei de cursos de pintura abstrata com Mollica (1947-2013) e desenho Modelo Vivo com Giancarlo Bonfanti na Escola de Artes Visuais do Parque Laje de 1987-1992 e em outros institutos de arte. Estudei na USU, UERJ & UFRJ, arquitetura e urbanismo, Educação artística & Figurino respectivamente. Meu primeiro projeto foi a fonte do Banco do Brasil com seu logotipo, nas dependências da Agencia I do Banco no Rio de Janeiro. Em 1995, cursei por um breve período a Escola Politécnica de Lisboa, aonde desenvolvi uma tese sobre o Manuelino. Muitas descobertas, e não parei de fazer cursos extras em outras grandes universidades cariocas. Senai Cetiqt, Universidade Candido Mendes, UIS (Noruega). Trabalhei com Alexandre Hercovich para Semana da Moda no Rio em 1997. Nos anos seguintes criei o cenário e costumes para a peça Frida Kahlo no Teatro do Museu do Catete. Nessa época comecei a trabalhar como Dj e me destaquei na área até 2010, quando decidi encerrar essa atividade e me dedicar a gravura & tradução. A partir de 2005, anualmente, faço instalações e exibições de pinturas, desenhos, edições de livros, mosaicos e gravuras. Em 2010 comecei a me infiltrar na área de tradução e interpretação, também como uma ação social. O que faz voltar intensamente para escrita e leitura, e me dispersar pra outras línguas, como dinamarquês, francês, italiano & espanhol.

Categorias análise, pediátricoTags, , , , , , , , , , , , , 2 Comentários

2 comentários sobre “Os seus tecidos irão me surpreender”

  1. Pois é, o livro desse maluco é de fato um clássico. Pelo menos no Brasil que não lê, é um livro que pode ser encontrado em 100% das casas de classe média. Isso é um grande feito. Mas não substitui o sistema de saúde. Esse acompanhamento dos serviços de saúde na Noruega deveria ser feito no brasil tb,…

    Curtido por 1 pessoa

    1. POIS é Seu Anônimo, justamente, o sr. sintetizou muito bem: “O livro é clássico, mas não substitui o sistema”. O Brasil em 1941 tinha até um sistema próspero, tanto que lancou esse livro antes dos Norte-Americanos. Mas hoje nem lá nem cá, quem nao leu, pau comeu. Vao se enterrar em comida barata, roupa barata, diversao barata – eu acho isso muito ruim pra não usar essa palavra “sacanagem” – já usando.

      Curtir

Qual seria a sua perspectiva sobre esse assunto?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s