Classificacao em geral


“- Have I gone mad? 

– I’m afraid so, but let me tell you something, the best people usualy are.”

 Lewis CarrollAlice in Wonderland

Engraçado isso, mas as coisas mais absurdas que eu já ouvi não foram das bocas das crianças, dos bêbados ou daqueles que vivem nas ruas por optarem não fazer parte da sociedade que conhecemos. Deles só ouvi lamúrias, verdades e belezas.

No entanto o que não ouço de gente cheia da grana, tanto em Stavanger quanto Rio, falando de coisas sem cabimento, pensamentos coletados, pré-fabricados, re-ensinados que nada são úteis aos homens de boa fé.

Quando esse tipo de gente não estão mandando mal num papo, pode ter certeza que estarão mandando mal justamente no CONSUMO, que tanto reina em suas vidas.

As redes de supermercados noruegueses devem ter um trust entre elas. O Carrefour, uma concorrente francesa famosa no mundo todo ou Li dl, alemã nao tem chance de entrar aqui sem antes o aval desses caras (só nao ver quem nao quer – quem quer ver mais é só sair a averiguação).

No bairro com maior poder aquisitivo de Stavanger a poderosa Obs, montou sua mega store, aonde difere em cor verde suas bolsas de plástico. Mas o que isso quer dizer? Bem a mesma loja tem supermercado Obs Amarelos em todos os bairros, são do tamanho de uma padaria no Rio de Janeiro, ofertando o básico para o cliente básico norueguês. Isso exclui pao quente, comida pronta feita no supermercado, peixe fresco, biscoitos, queijos e cervejas importadas, maior diversidade de azeites & cosméticos, comida japonesa e os sem glúten. Esses itens exclusos nunca estiveram no saco de compras dos pais do Sverre, por exemplo.

macuco
Manteiga de Macuco

Na nossa década entrou ainda mais um item são os tais dos produzidos próximos a sua casa. Jæren se tornou um paraíso de comida exótica e não fica mais de 50km de Stavanger. Como é isso exótico é do quintal de casa? Sim. Desde o momento que as empresas do mundo inteiro nos últimos 100 anos tentam pasteurizar o que você come, ou quem você é; você saiu perdendo em emoção, gosto e requinte. O seu Hambúrguer do McDonald’s é igual o daqui, no Rio, no Texas e na Indochina. O minha manteiga de Jæren que custa um pouquinho mais cara porque NÃO VEM EM PLÁSTICO é muito parecida com a manteiga de Macuco da Serra das Araras que vende em Petrópolis, não desce mais ao Rio porque vai sair caro pro produto. Meu pai na contramão e muito gentilmente faz questão de ter esse agrado quando visito o Rio. Afinal, eu uso raras vezes manteiga. Não é um item que se deve abusar como água ou maca, né.

Voltando ao supermercado Obs, essa mesma megastore que atrai clientes com requisições um pouco mais altas, mantém os preços dos produtos básicos que o norueguês básico tanto gosta, bem caros mesmo. O que é o caso dessa margarina Brelett, que vem num plástico horrível e toma bastante espaço do lixo. Como essa gente que só pode comer a Brelett pode ser tão conivente com esse sistema SUJO? Sem achar que é com elas.

Outras sugestões que o gerente daria pra manter preços altos sem se livrar do assédio dos consumidores seria: as batatinhas fritas em saco, a pizza congelada, o quilo da batata, a bolsa de PLÁSTICO (é, novamente) que carrega aquilo tudo que voce comprou e o leite. Eu me recuso a comprar tais itens num lugar que te oferece muito mais do que o basiquinho. Fico nas ofertas daquilo que nao teria acesso se só circulasse no meu bairro e pelo amor de Deus nao fico comprando bolsa de plástico toda santa vez que vou ao supermercado, compro aquilo que consigo carregar.

bordieuPierre Bourdieu (1930-2002) afirma que as pessoas “se distinguem pelas distinções que fazem”, pois “gosto classifica e classifica o classificador” Como ele é da primeira parte do século vinte, ele acreditava que: “Gente de origem da classe trabalhadora mais frequentemente sao atraídos pelo “abundante e bom”, o que nunca é o caso dos de origem mais alta, que por outro lado, são muito inclinados ao “original e exótico.”

Anúncios

Publicado por: This Leksus

Naturalmente carioca da gema. Levantei a bandeira da união dos estudantes em 1990. Depois que vi que a bandeira era tipo lilás, caí fora, mas mantive contatos do setor cultural aonde fui a curadora por 2 anos seguidos no periódico e da rádio interna. Essa mídia chegava à 2000 estudantes em 1992. Participei de cursos de pintura abstrata com Mollica (1947-2013) e desenho Modelo Vivo com Giancarlo Bonfanti na Escola de Artes Visuais do Parque Laje de 1987-1992 e em outros institutos de arte. Estudei na USU, UERJ & UFRJ, arquitetura e urbanismo, Educação artística & Figurino respectivamente. Meu primeiro projeto foi a fonte do Banco do Brasil com seu logotipo, nas dependências da Agencia I do Banco no Rio de Janeiro. Em 1995, cursei por um breve período a Escola Politécnica de Lisboa, aonde desenvolvi uma tese sobre o Manuelino. Muitas descobertas, e não parei de fazer cursos extras em outras grandes universidades cariocas. Senai Cetiqt, Universidade Candido Mendes, UIS (Noruega). Trabalhei com Alexandre Hercovich para Semana da Moda no Rio em 1997. Nos anos seguintes criei o cenário e costumes para a peça Frida Kahlo no Teatro do Museu do Catete. Nessa época comecei a trabalhar como Dj e me destaquei na área até 2010, quando decidi encerrar essa atividade e me dedicar a gravura & tradução. A partir de 2005, anualmente, faço instalações e exibições de pinturas, desenhos, edições de livros, mosaicos e gravuras. Em 2010 comecei a me infiltrar na área de tradução e interpretação, também como uma ação social. O que faz voltar intensamente para escrita e leitura, e me dispersar pra outras línguas, como dinamarquês, francês, italiano & espanhol.

Categorias cronicaTags, , , , , , , , , , , , , , , , Deixe um comentário

Qual seria a sua perspectiva sobre esse assunto?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s